literatura

Qual livro está no seu criado-mudo agora

Oi, Cos, 

“Você está lendo De Lamare?”, perguntou a senhora pra jovem mãe ao meu lado. A moça, com cabelo curtinho e rosto de interrogação, disse que nessa fase não estava conseguindo ler nada. Eu sorri e pensei: quantas maternidades cabem no espaço entre aquela senhora e a mãe com seu bebê no carrinho? Quantas maternidades cabem entre De Lamare, o médico que vendeu mais de 5 milhões de exemplares do clássico “A vida do bebê”, e Laura Guttman, Carlos Gonzales ou os trocentos feeds sobre o assunto? Milhares? Não, apenas uma. Maternidade só tem no singular. Incomparável e única. Tão particular quanto aquela pilha de livros crescendo no seu criado-mudo.

20181218_154540.jpg



Aliás, qual livro está no seu criado-mudo agora? Quais foram os últimos três que você leu? Adoraria saber. E nem precisa ser relacionado com maternidade, viu !?

Vou contar aqui os livros mais significativos que li esse ano, por enquanto:

1. O sol é para todos, Harper Lee
Um dos meus preferidos por defender valores nobres para uma sociedade, como empatia, igualdade, verdade e justiça 

2. Autocompaixão, Kristin Neff
Que conceito profundo! Se diferencia de autoestima e autopiedade e é carregado de benefícios. Um treino!

3. Mulheres e Poder, Mary Beard 
Panorama histórico do silenciamento feminino. Para saber para onde vamos, precisamos entender de onde viemos

4. Deixe a peteca cair, Tiffany Dufu
Os questionamentos da americana Tiffany Dufu começaram quando ela percebeu que teria de brecar sua carreira com o nascimento do primeiro filho. Ela reflete, então, sobre equalizar carreira e maternidade, dividir tarefas com o parceiro, alinhar expectativas... Me trouxe insights e dicas que parecem interessantes -- mas que ainda não coloquei em prática | ( 

E para finalizar essa cartinha, uma lista de listas indicando livros e outras cositas mais. Divirta-se.

#
Da revista PEGN vem uma seleção de livros para mães empreendedoras. Aqui.

#
Livros impiedosos sobre a maternidade. Vai encarar? Clica aqui.

#
Eu assino a newsletter do Leia Brasileiros. O autor, Giovanni Arceno, manda, diariamente, um trecho de uma obra literária escrita por um brasileiro (a). É meu oráculo literário todas as manhãs. Se quiser assinar, vem aqui.

#
E para finalizar, colo aqui o link do curta metragem ganhador do Oscar de 2012 "The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore". São quinze minutos de pura poesia e um manifesto para deixarmos a literatura colorir nossa vida.

Obrigada. Seguimos!
Ju Mariz